Archive for Maio, 2007

10.000 Mulheres a “Correr pela Vida”

Maio 26, 2007

topo.jpg

Para correr contra o cancro da mama com um único desafio : angariar meios para a compra de equipamento de rastreio. O percurso pode ser feito a correr ou a caminhar. Eu Vou!!!

Ninguém inspirou mais canções, como nos grandes textos literários, nas telas de grandes pintores, nas poesias de todas as épocas, nos corações dos boémios, do que a mulher, criação divina para este mundo rebelde que não sabe preservar o presente tão pequeno no tamanho, mas grande na beleza, no amor e na inspiração.

No encanto da vida, a mulher é a luminosidade que nunca se deve apagar. Essa mulher que encanta é a mulher mãe; é a mulher amante e amada e é sem sombra de dúvida, a criação maior da natureza.

Jorge Amado

Globalização

Maio 17, 2007

blog04.png

Gosto da sensação de estar em frente a um computador, laptop é mais chique,  em Luanda a comprar bilhetes para um show em Coimbra , apanhar o TAAG e dias mais tarde abrir a caixa de correio algures na Parede e encontrar um envelope com os bilhetes lá dentro … rumo a Coimbra foi uma grande Produção! Well done George!!!

Carta aberta ao “miúdo”

Maio 17, 2007

Ela sempre acreditou ser possível a amizade, uma sincera amizade entre um homem e uma mulher, aliás faz gala disso, de ter bons e grandes amigos, no masculino da palavra.

Mas também sempre ouviu dizer que era impossível, que existe sempre interesse para além da amizade … as pessoas dizem “Ok! Tu até podes ser só amiga deles mas eles, eles se tu deixares, vão pisar o risco, todos eles! Os homens são todos iguais!” sempre disseram as pessoas.

E seguiu acreditando, confiando na amizade que tem pelos homens, por alguns homens, os amigos dela! E num belo dia cruza-se com o miúdo, este miúdo, o miúdo desta história.

Surge uma química, eles gostam de estar juntos, conversam bastante . . . e ela pensa “Ah! Tá aqui um bom amigo” e ele pensa “vou dormir com ela” . . . e o tempo vai passando e eles vão ficando mais e mais amigos, mas ela sempre explicando que a amizade também precisa de química, que eles só são bons amigos, que ela nunca pensou dormir com ele, … , e quando acabava o debate, a longa troca de idieas,  ela pensava “agora ele percebeu que a amizade entre homem e mulher é possivel”

Mas, quando ela virava costas, ele pensava “hum… se eu soubesse cantar, tu ficavas comigo!”

(N.A : miúdo … conforme prometido :-) )

Cravos brancos para ti, mãe …

Maio 7, 2007

blog03.png

A ideia da criação de um Dia da Mãe partiu de Anna Jarvis, que em 1904, quando a sua mãe morreu, chamou a atenção na igreja de Grafton para um dia especialmente dedicado a todas as mães. Passado 3 anos, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e amigos. Nesse dia, Anna Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos, que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da maternidade.

Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães.

Anna Jarvis queria que nesse dia tomarmos novas medidas para um pensamento mais activo sobre as nossas mães. Através de palavras, presentes, actos de afecto e de todas as maneiras possíveis deveríamos proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias, mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe.

Face à aceitação geral, a sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e políticos com o intuito de estabelecer um Dia da Mãe a nível nacional, o que daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação. Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos com o respeito, o amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis há 96 anos atrás. Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa maneira, podemos fazer deste um dia muito especial.

A Sé de Luanda

Maio 3, 2007

blog02.png

Era Igreja de Nª Senhora dos Remédios, ergue-se na Rua Rainha Ginga, que era “dos Restauradores”. Foi iniciada em 1655 e foi inaugurada em 1679, 6 de Agosto. Mas sofreu um restauro para d novo voltar a abrir ao público e servir de Sé em 1897, que segundo li, restauro esse que alterou a traça do séc. XVII. Eu pessoalmente gosto muito desta Igreja e das torres.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 425 outros seguidores