Archive for Março, 2010

Fica no condomínio, que eu fico no T1

Março 31, 2010

Tava a ler um artigo “Camas conjunta, contas separadas” sobre relações onde elas ganham mais do que eles. E comecei a pensar sobre todo o preconceito formatado pela sociedade, neste caso era a portuguesa, mas se fossemos para a Angolana…

Dá certo?! Dá certo uma relação em que ela tem muito mais do que ele?! Alguma vez o homem supera isso? E o isso pode bem ser o olhar da sociedade, o zum-zum nas costas dele.
Porquê que o contrário é tão bem aceite, que o homem pague jantares, férias, ofereça carros e ninguém questione (quer dizer, aqui também por vezes existem questões mas isso é para outro post), mas não é verdade? Não é considerado normal? Então porquê que não pode ser normal ser o elemento da relação que tem mais poder financeiro a, proporcionalmente, arcar com mais despesas?!

Não é o Amor que no fim traz a felicidade? É o dinheiro? É a conjunção dos dois? O engraçado é que quando não foi o dinheiro que juntou duas pessoas, porque diabo tem que os separar?!

40 anos – um momento de inspiração

Março 9, 2010

Já fui aquela criança sem chão
Aos tropeções procurando seu rumo
Que se fez eu
Meu nome? Eu !
Sim, só Eu, sem apelido
Ahhhh, como caí, e levantei,
e aprendi
A andar de bicicleta
Patins, em linha?
Também!
E cresci …
Virei Princesa
Princesa é aquela que vive
Dentro do castelo não é?
Castelo tem muralhas?
Sou eu, jovem Princesa
E virei mulher
Sem grito, sem dor
Só eu outra vez
E o vazio
Já fui aquela mulher que amei
bem mais que a mim
amei com cheiro
amei com cor
e também com choro
pensei que enlouquecia
mas acordei
E já era mãe
Virei Rainha
Rainha vive dentro do castelo não é?
Castelo tem muralhas?
Sou eu, Rainha mulher
Procurei meu rumo
Caminhei
Escorreguei
Amei? Não sei !!!
Mas ri e brinquei
E … que engraçado, rimei
Ohhh, estava aqui
e agora já não está
mais um, e outro , e outro
e de repente
Tou aqui, olho à volta
Os muros já não podem estar lá
Afinal não era Princesa,
Afinal nunca fui Rainha
Era o reflexo, tão frágil
Catrapummmm….
Agora estou aqui
E vou
Não sei bem para onde
Mas agora eu vou …

Momentos a dois

Março 9, 2010

Ela disse ali no FB que tá um duo fdp !!! E dizer mais o quê ?!!!

Só que, não sei bem onde vou, mas agora eu vou …

Tou preocupada

Março 8, 2010

No outro dia, ao sair à pressa para, infelizmente, um funeral, raspei no carro de uma colega minha. Ela hoje apresentou-me o orçamento de uma oficina amiga do amigo e …

– este é o valor com iva, mas se não precisares da factura, este será o valor sem iva.

E eu aceitei, o valor sem iva. Pela primeira vez fui contra aquilo que eu acredito. Que todos devemos pagar ao estado os impostos devidos, porque eu ao aceitar um valor sem factura, a oficina não irá declarar este valor ao estado e assim sucessivamente e o sistema fica todo alterado.

Não vos sei dizer porquê que tomei, num impulso esta decisão, se tou cansada de ser D.Quixote, de ser chamada de parva por todos à minha volta, se a crise justifica, não sei … sei que tomei uma decisão que não me deixa nada confortável.

Mais uma noite cheia de estatuetas

Março 8, 2010

Em dia Internacional da Mulher é bom destacar que, em 82 anos de Óscares esta foi a primeira vez que uma mulher ganhou a estatueta para melhor realizador (em 4 nomeações)

“Estado de Guerra” saiu vencedor com 6 óscares (em 9 nomeações) e  “Avatar” foi o grande derrotado, Kathryn Bigelow bateu o ex-marido James Cameron, com melhor filme, realização, argumento original, montagem, edição e mistura de som.

Os outros derrotados da noite foram  “Nas Nuvens” com zero estatuetas de seis nomeações, assim como “Sacanas sem lei” de Quentin Tarantino que só conseguiu um óscar em oito nomeações.

tirada da net

Aqui fica a lista dos premiados:

Melhor Filme – Estado de Guerra
Melhor Realização – Kathryn Bigelow (Estado de Guerra)
Melhor Actor – Jeff Bridges (Crazy Heart)
Melhor Actriz – Sandra Bullock (The Blind Side)
Melhor Actor Secundário – Christoph Waltz (Sacanas Sem Lei)
Melhor Actriz Secundária – Mo’Nique (Precious)
Melhor Argumento Original – Estado de Guerra
Melhor Argumento Adaptado – Precious
Melhor Fotografia – Avatar
Melhor Caracterização – Star Trek
Melhor Direcção Artística – Avatar
Melhor Guarda Roupa – Young Victoria
Melhor Edição de Som – Estado de Guerra
Melhor Mistura de Som – Estado de Guerra
Melhor Montagem – Estado de Guerra
Melhores Efeitos Visuais – Avatar
Melhor Documentário – A Baía da Vergonha
Melhor Filme Estrangeiro – El Secreto de Sus Ojos (Argentina)
Melhor Filme Animação – Up, Altamente
Melhor Canção Original – Crazy Heart
Melhor Banda Sonora – Up, Altamente
Melhor Curta de Animação – Logorama
Melhor Curta de Ficção – The New Tennants

A Kianda foi à terra

Março 4, 2010

E mergulhou nas suas águas e era tudo o que precisava. Incrível como um mergulho na ilha conseguiu carregar todas as minhas baterias. Mas, no dia seguinte havia calema. Esta contradição fez-me pensar, em tudo que é contraditório na minha terra, ou no todo que é uma contradição.

Ao olhar para o prédio da lagoa no Kinaxixi, pensei, como ?! Como existe ainda esta torre de babel nesta cidade que todos os Angolanos dizem com orgulho, viste? foste ali? viste a torre na baixa? essa?, essa não é nada, e a outra?! aquilo é que é, já viste a nossa cidade, parece o Dubai, melhor, só cresce,

… não meus caros, não !!! O mar, o mar da ilha é o que me faz suportar o orgulho em ser angolana.

Não fui com um olhar crítico, simplesmente fui. Precisava, precisava de cheirar as minhas pessoas, as minhas comidas, a minha terra, o meu mar e fui. Foi carnal, foi da alma mesmo, e por isso, foi muito bom. Pairei um bocadinho, nunca pus os pés assentes na terra, porque sabia que assim iria sofrer e eu não queria sofrer.

Já passou uma semana e a energia recolhida foi baixando, já dá para olhar para trás e lembrar os rostos, as pessoas. Estão cansadas, será que elas têm noção que estão cansadas? Que precisam parar de pairar, precisam de pensar mais, viver mais, para descansar … ou, talvez não ! Talvez este seja o segredo que eu nunca descobri.

A Kianda foi à terra, cheirou a sua gente e voltou serena, com as certezas reforçadas e as energias carregadas.

Chama-se Saudade

Março 4, 2010

Quando vindo não se sabe de onde se pensa numa pessoa e se resolve dar um oi, em forma do que se quiser, nos tempos modernos, costuma ser mensagem escrita ou mail, e falo sobre o quê?! Sei lá… ah! isto serve, a isto, a este sentimento, chama-se saudade.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 425 outros seguidores