Archive for the ‘Africa’ Category

Agostinho Neto por Chinua Achebe

Fevereiro 24, 2011

Após o texto de Mia Couto onde ele citava uma parte de uma carta escrita por Chinua Achebe a Agostinho Neto que dizia “O riso sinistro dos reis idiotas de África que, da varanda dos seus palácios de ouro, contemplam a chacina dos seus próprios povos”, que eu achei pertinente e “”postei” no meu mural do Fabebook, levantou-se a questão, e bem, pelo meu amigo Abílio, qual a origem desta citação.

Agora ele encontrou, encontou a origem, e aqui fica:

Agostinho, were you no more
Than the middle one favored by fortune
In children’s riddle; Kwame
Striding ahead to accost
Demons; behind you a laggard third
As yet unnamed, of twisted fingers?

No! Your secure strides
Were hard earned. Your feet
Learned their fierce balance
In violent slopes of humiliation;
Your delicate hands, patiently
Groomed for finest incisions,
Were commandeered brusquely to kill,
Your gentle voice to battle-cry.

Perhaps your family and friends
Knew a merry flash cracking the gloom
We see in pictures but I prefer
And will keep that sorrowful legend.
For I have seen how
Half a millennium of alien rape
And murder can stamp a smile
On the vacant face of the fool,
The sinister grin of Africa’s idiot-kings
Who oversee in obscene palaces of gold
The butchery of their own people.

Neto, I sing your passing, I,
Timid requisitioner of your vast
Armory’s most congenial supply.
What shall I sing? A dirge answering
The gloom? No, I will sing tearful songs
Of joy; I will celebrate
The man who rode a trinity
Of awesome fates to the cause
Of our trampled race!
Thou Healer, Soldier and Poet!

Dia de Africa

Maio 25, 2010

com Richard Bona

Afrobasket Libya 2009

Agosto 6, 2009

Afrobasket_Homens_Libia2009Começou dia 5 de Agosto e já ganhamos mas com luta (falhamos muitos triplos) por 79-74 frente ao Mali.

Moçambique não começou muito bem, perdeu com o Egipto e hoje voltou a perder com o Mali por 67-54 … o que com a arrogância própria de angolana me leva a dizer que o nosso jogo com o Mali devia ter tido uma victória muito mais expressiva (Russo espero ansiosa pelo teu comentário ;-) )

Se calhar só volto a escrever um post quando – mais uma vez – formos campeões africanos :-D , mas deixo aqui um link, novidade da FIBA, onde se poderá acompanhar os jogos online, para além de notícias, fotos, agenda de jogos, tudo sobre esta edição do Afrobasket.

Hoje à noite, 21:30 temos o Angola – Egipto, não sei se a Tpa Internacional transmite o jogo !!!

As “Minhas lenas” do Leste

Março 30, 2009

Depois de pedir permissão à minha amiga para publicar a história que ela contou hoje num email que nos enviou, pensei em escrever a história da M., desta M. que podiam ser tantas outras, mas depois – talvez por falta de imaginação, talvez porque a história era isto e pouco mais do que isto – resolvi publicar o email.

Meninas,
Nesta minha vida de inúmeras viagens e vivências, reencontrei a M. … A M. era uma menina negra, filha de mãe surda-muda Jugoslava, que vivia na Macedónia. Nós, as estudantes africanas, na altura ajudámos muito a mãe da M.
Dei à M. uma bicicleta que tinha levado de Luanda…A mãe da M., levava sempre a M. ao nosso lar para ela poder socializar com alguém da sua cor … Na tentativa de ajudarmos a mãe a descobrir quem era pai da M., reunimos montes de fotos de estudantes africanos, e a mãe identificou o pai … pai esse que já se tinha ido embora para o seu país …
Fui-me embora para Luanda e só soube da M. há coisa de uns anos. Recebo uma carta dela pelo correio em Angola, agradecendo a bicicleta que lhe tinha dado e que gostava muito de me ver um dia … até mandou uma foto … anos mais tarde um grande amigo de lá disse-me tê-la visto com um bebé no colo … e nunca mais soube dela …

Ontem a M. encontrou-me no facebook!!!! Casou com um Nigeriano, jogador de futebol … vive em Skopje e o marido está em Tirana a trabalhar … Tem 2 filhos!!! Lembra-se de todas nós e da atenção que lhe demos.
Sei que há muitas M. nos países do leste, e que até existe um movimento desses filhos, para procurar os seus pais…a M. então uma criança é hoje mulher, e foi a primeira que eu conheci fruto dessas relações entre estudantes e mulheres do leste.
Por causa da M., hoje estou particularmente feliz!!!
B.

Hoje é dia mundial do teatro e eu queria tanto

Março 27, 2009

Ir amanhã ver «Crioulo» no CCB … mas os bilhetes acabaram … quase que digo um palavrão, aliás, dizer até disse, quase que escrevo …

retirada da net

retirada da net

É uma ópera dançada com libreto de Vasco Martins – romancista, poeta, musicólogo e compositor, que nasceu em Portugal em 1956, de pai cabo-verdiano e mãe algarvia, e fixou-se aos nove anos em S. Vicente, onde reside – e encenada pelo bailarino cabo-verdiano António Tavares.

Sobre o tema da escravatura, que inspira a obra, Vasco Martins, realça que dessa cultura de violência nasceram outras culturas, uma delas a cabo-verdiana, de que o próprio é resultado. A ópera aponta para toda a cultura que proveio do tráfico dos escravos africanos.

“É essa a ideia subjacente, mas devo dizer que não aprovo este tipo de revolteios históricos. É uma partitura que desejei também épica e com esperança, porque formou civilizações e povos” – afirma.

Trata-se de uma dramaturgia com três idéias dominantes: a História da formação de Cabo Verde, com textos baseados em cânticos populares de trabalho e acontecimentos históricos; o Presente, cemitério para gentes do Sul que procuram o Norte; a Dança, um grito no silêncio.

O compositor inspirou-se na música Mandiga e nos Kotocos, no batuque, na «coleixa», nos ritmos de tambores de «sanjõn», na morna, na música ibérica peninsular (com influências da música árabe), na tabanka, na «valsinha» e no «ambiente» musical dentro/fora do espaço temporal, aproveitando a música da época clássica europeia, a música tradicional da África Ocidental e de Cabo-Verde, a música ibérica e situando todo este universo musical no tempo actual.

Mais Cultura, de e em África

Março 25, 2009

Mais uma vez, Paulo Flores ;-) , esta é a semana dele na RDP África (101.5 em Lisboa), todos os dias as faixas da trilogia ExCombatentes e na sexta feira, depois das 4h da tarde, um compacto com as melhores músicas.

Adenda: Não deixem de ouvir a entrevista do Paulo ao programa Planeta3, aqui clicando em Áudio.

Já tinha saudades, já tá no mercado o 4º disco de originais da cantora cabo-verdiana Lura, intitulado “Eclipse”, com 13 temas de compositores novos e consagrados das ilhas, Mário Lúcio, Toy Vieira, Orlando Pantera, B. Leza, Edevaldo Figueiredo, Michel Montrond, Valdemiro Ferreira, António “Kino” Cabral, René Cabral, Alfredo Gomes Monteiro, Giacomo Pedicini e Teófilo Chantre, além de um da sua própria autoria.

Esta sexta feira, 27 de Março, em Maputo temos Adriana Calcanhoto no Centro Cultural Universitário, da Universidade Eduardo Mondlane, às 20.30h. Acompanhada por Domenico Lancellotti e Moreno Veloso.
A não perder.

E Simone está na Casa70. Foi ontem, será hoje e o último amanhã, numa sala
já renovada e remodelada. Em Abril, estão prometidos Tito Paris e Lura (8 e 9), e, em Maio, o brasileiro Jorge Aragão (7, 8 e 9) . Mais para o final do ano, está previsto a realização de um espectáculo com Paulo Flores.

E agora Guiné?

Março 2, 2009

Agora que já está confirmada a morte do Presidente Nino Vieira, pra onde segue a Guiné?! Um País que fui conhecendo por ter entrado (pra ficar :-) ) no nosso círculo de amigos um Guinense. Foi pai da nossa sobrinha, trouxe a família. E desde então, com muitos sobressaltos, não me lembro de ter visto este País calmo, em paz, com estabilidade.

Foram declarados 7 dias de luto pelo Presidente, num dia em que num comunicado assinado pelo capitão de Mar Zamora Induta, se diz que a situação está sob controlo, e se apela à população para se manter calma e serena e não abandonar as residências.

Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM)

Janeiro 22, 2009

Notícia enviada, orgulhosamente, pelo meu amigo HC. Ele não perde uma oportunidade de tentar mostrar que o País dele tem coisas melhores do que o meu ;-)  …

©Justin K G Dumpleton

©Justin K G Dumpleton

A Gare da Estação Central dos Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) em Maputo, foi considerada pela revista americana Newsweek  como sendo a mais bela de toda a África e a 7ª  colocada num conjunto de 9 Estações Ferroviárias do mundo. Desenhada  por Gustave Eiffel em 1910.

Best Stations
1. St. Pancras, London
2. Grand Central Terminal, New York
3. Chhatrapati Shivaji, Mumbai
4. Central Station, Antwerp, Belgium
5. Dare des Bénédictins, Limoges, France
6. Lahore Railway Station, Pakistan
7. Central Railway Station, Maputo, Mozambique
8. Hua Hin Railway Station, Thailand
9. Atocha Station, Madrid

Comportamentos

Janeiro 13, 2009

Na sequência dos comentários que trocamos no post da Campanha da Sida deixo aqui – infelizmente – uma notícia  do Senegal, país predominantemente muçulmano onde gays e lésbicas são marginalizados e actos homossexuais são considerados ilegais.

Dacar – Nove homossexuais foram condenados a oito anos de prisão no Senegal por “conduta indecente e atos obscenos”. O juiz responsável pelo caso acrescentou três anos a uma sentença que já tinha cinco anos, afirmando que os homens também eram integrantes de um grupo de criminosos. A maioria dos condenados pertencia a uma associação estabelecida para o combate à Aids.

“Esta é a primeira vez que o sistema legal senegalês determina uma sentença tão severa contra gays”, disse Issa Diop, um dos quatro advogados de defesa dos acusados. Diop acrescentou que vai entrar com um recurso.

[fonte : Africa21]

Não resisto

Dezembro 5, 2008

Algumas palavras sobre o Zimbabwé : Invadam o País e levem o homem para Haia !!! Por Favor !!!


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 425 outros seguidores