32 anos !!!

Foi ontem que Angola festejou 32 anos de independência … 32 anos e tantos filhos espalhados pelo mundo (só a população de Angola é estimada em 15 milhões) , já devia ter juízo, não ???!!!

Passaram também 15 anos desde as primeiras e únicas eleições em Angola, estando agora “faladas” para algures entre Maio e Agosto de 2008 …

São números … 

Advertisements

2 Respostas to “32 anos !!!”

  1. SK Says:

    Bem, falar de Angola implica sempre falar nesse Grande Homem que se chama Jose Eduardo dos Santos. Grande homem e um Grande Presidente desta enorme e crescente Republica. Estamos a crescer muito e nao fora o Tabu Mbequi (ou sei la como se escreve) ser um complexado e seriamos, junto com a Africa do Sul, lideres a todos os niveis na Africa Austral. O Jose Eduardo, carinhosamente chamado Zé Du pelos Angolanos que lhe reconhecem o merito do que tem feito, tem aguentado com uma mestria unica o leme desta terra e garantido a unidade Nacional entre todos os Angolanos. É sem duvida o pilar de sustentação desta nossa terra e o homem que precisamos para, no pós-guerra, tornar este país bom para se viver. Eu, pessoalmente, espero que ele se mantenha no poder, pelo menos, nos próximos 15 anos, caso contrario prevejo muitos mas muitos problemas. Muitos Parabens a Angola e a nós Angolanos que estamos aqui a construir com a nossa força de trabalho este grande país que não trocamos por nenhum outro e ao Camarada Presidente José Eduardo dos Santos o meu profundo Respeito e grande Admiração.

  2. paulo Says:

    SK,

    Então você dá a entender que o chissano não fez nada de especial para ganhar o prémio, e depois fica a apregoar o Eduardo dos Santos que está no poder há décadas, e ainda pede que ele fique no poder por mais tempo?!?
    Essa é que é a diferença entre o Chissano e o Zédu: sentido de Estado. Sentido de democracia.
    Para finalizar, e porque a ideia, muito sinceramente, não é entrar em colisão consigo, só dizer que discordo com absoluto da ideia que você defende em como o Zédu deve ficar “ad eternum” no poder.
    Meu caro,
    um país não pode estar dependente de um só lider.
    Felizmente o meu Moçambique soube superar isso, e sei que se amanhã o Guebuza sair, haverá outro que saberá tomar conta do cargo sem grandes sobressaltos [pelo menos espero que assim seja].
    No caso de angola, se amanhã o Zédu bate a caçuleta [acontece a qualquer um], como é que vai ser?
    O vosso país habituou-se a ter o mesmo chefe de estado durante os últimos quase 30 anos, e pelos vistos assim irá continuar nos próximos tempos.
    Imagina a guerra pelo poder que irá haver? O vazio de poder que irá ser sentido?
    Nenhum país ou povo deve estar amarrado a um único líder.
    Veja o caso de cuba, em que o outro está a bater as botas há meses e a expectativa é grande sobre o que irá acontecer, como irá acontecer etc.
    Acha que se eles tivessem durante estes anos andado a alternar os seus líderes, havia esta expectativa?
    Até Mandela saiu pelos próprios pés, mesmo sabendo que se quisesse ficaria mais um mandato.
    Chama-se a isso sentido de estado.
    Para finalizar, penso eu [e sou neutro por isso posso falar à vontade] que na verdade os complexados são vocês, com relação à África do sul.
    a verdade é que a África do sul atingiu um nível de desenvolvimento muito superior ao de qualquer outro país africano (angola incluida).
    Os angolanos é que, na ânsia de quererem ser potência, refugiam-se sempre na ideia de que a África do Sul tem receio, e tem complexos, etc. etc.
    Mas, basta reflectirmos minimamente para perceber que, um país que tem uma população de quase 50 milhões de pessoas, com níveis de rendimento per capita bastante superiores aos angolanos, com grandes empresas e indústrias (a De Beers que domina o mercado dos diamantes é sul-africana) etc. etc. e que até se dá ao luxo de ser campeã do mundo de rugby, a jogar contra Inglaterras, Austrálias e Nova Zelândias, como é que um país como este pode ter complexos com relação a Angola?!?
    Ponho mais a coisa ao contrário.
    aliás, quem não quis entrar no mercado único da SADC foi precisamente Angola porque afirma que ainda não está preparada para o fazer, ao contrário da África do sul que é a principal incentivadora.
    Ora diga lá se isto não é revelador de quem é que tem complexos e de quem é que efectivamente é potência?
    Penso que angola tem tudo para ser uma potência, tudo mesmo. Mas ainda precisa de mais uns 20 anos, sempre a caminhar ao ritmo actual, para efectivamente vir a sê-lo.
    Neste momento ainda é só uma jovem promessa a jogar nos sub-21, para provar que é craque tem de ir ganhar a liga dos campeões e isso angola ainda não consegue.
    Num país minado e devastado, com a esmagadora maioria da população a viver debaixo da pobreza absoluta, com altas taxas de malária, cólera etc. como é que algum angolano se pode arrogar o direito de já se considerar potência?
    Nesses termos, o congo democrático e o sudão com as suas dimensões e os seus recursos são igualmente uma potência, mesmo estando no estado em que estão.

    abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: