Fim de semana na terra…

dnic.jpg

O drama do desabamento do prédio de 7 andares,  da DNIC em Luanda, somando até agora 21 mortos, na madrugada de sábado, foi, infelizmente a notícia do fim de semana. Já começaram as polémicas, uma informação posta a circular pela Rádio Eclésia, diz a equipa de resgate está apenas interessada em recuperar o dinheiro e os diamantes.

Acho que neste momento se deve louvar o trabalho das equipas de resgate que têm trabalhado sem parar e acredito que, com meios muito complicados.

Ainda não se sabe as causas do desabamento, mas no diz que diz, o prédio apresentava fissuras internas nas paredes, sofreu obras de manutenção ao nível do revestimento e vidros, que parece que eram muito pesados para a estrutura, tinha água na cave e tiraram a água … e … e … e  

Está na altura de parar, respirar fundo e pensar … O LEA (Laboratório Engenharia de Angola) deve fazer inspecções em todos os prédios com pouca/nenhuma manutenção, a começar por aqueles com mais de 30 anos para se evitar mais tragédias …

Quando estava em Angola, soube que o prédio da “Angola Telecom” tem fissuras tão grandes que os moradores passam cerveja de um quarto para o outro através da parede …

Advertisements

6 Respostas to “Fim de semana na terra…”

  1. maria Says:

    A Rádio Eclésia teve uma tirada infeliz!Enfim….
    “Quando estava em Angola, soube que o prédio da “Angola Telecom” tem fissuras tão grandes que os moradores passam cerveja de um quarto para o outro através da parede …” Jura? Nunca ouvi esta! Mas uma verdade seja dita, muitos prédios em Luanda (e não só)estão com falta de manutençao à “bué de time”

  2. jlan Says:

    Não sou Eng. cívil, nem tenho qualquer curso relacionado com Eng. Cívil. Dasduas vezes que estive em Angola, teci comentários em relação a muitos prédios da cidade de Luanda:
    “ainda bem que Angola, neste caso Luanda, não se encontra numa daquelas falhas tectónicas (penso que está bem escrito, também não sou geólogo…) senão já tinham vindo muitos mais prédios abaixo. Não tenho qualquer dúvida disso.”
    Claro que há a lamentar as vítimas, o povo, são sempre os grandes prejudicados nestas situações.

  3. kianda Says:

    Deus sempre foi do MPLA …

  4. migas Says:

    Estou também chocada com as fissuras de que falas! Como é possível? No meu pequeno cv, tenho 3 anos de colaboração com uma identidade relacionada com uma faculdade de engenharia, precisamente nesta área: inspecções, peritagens a nível estrutural… Como é óbvio, após o acidente na ponte de entre-os-rios, estas peritagens foram intensificadas, apesar de já existirem muito antes, quer em edifícios públicos, quer privados. Fiz acompanhamento de vários edifícios (principalmente no Porto) que tinham algumas patologias mas, nada que se assemelhasse com fissuras por onde passassem cervejas! Meu deus! Assim, não admira que este acidente tenha acontecido. É urgente que a atitude mude. Mesmo!
    Ah, mas já agora, conto-te que dois dos colegas que colaboravam comigo, 1 deles professor catedrático da faculdade, passaram o ano passado por Angola. Já é costume colaborarem com países africanos. Anteriormente com Moçambique, com a faculdade em Maputo. Numa semana de estadia, foram ameaçados com uma garrafa de cerveja, numa tentativa de assalto e a polícia quis também “apreender” a máquina fotográfica, que é como quem diz, roubar! Conclusão, detestaram o país, ao contrário de Moçambique e não me parece que queiram voltar! Assim, como é que podemos ajudar?

    Peço desculpa pelo comentário gigante! Lol

  5. migas Says:

    * Entidade relacionada com a faculdade… e não identidade! :o)

  6. kianda Says:

    Não peças desculpa migas, infelizmente, tem sempre que acontecer uma desgraça para as pessoas “acordarem” ou pelo menos para por a sociedade civil a debater… (salvaguardadas as devidas diferenças, foi assim também com o famoso episódio do telemóvel e a professora de francês).
    As fissuras do prédio que falo, foram relatadas por uma moradora, não sei se é verdade, mas se querem a minha opinião, acredito que sim … ontem desabou a cobertura de um terraço , ou qualquer coisa, de um prédio de quatro andares, localizado na avenida Cónego Manuel das Neves, São Paulo …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: