GoodBye Bafana

Ontem, 25 de Maio, foi dia de África e eu comemorei aqui na Tuga à minha maneira.

Vi o filme Goodbye Bafana ( Mandela meu prisioneiro meu amigo), baseado nas memórias do guarda prisional de Nelson Mandela, James Gregory, branco e afrikaaner típico, racista por educação mas que tendo crescido numa quinta em Transkei e sendo filho único brincava com uma criança negra, Bafana, e aprendeu a falar xhosa. Adorei o filme e mais não conto porque vos recomendo, para quem ainda não viu, vejam!!!

Mais uma vez vendo o filme temos esperança num mundo melhor, que olhando para a realidade, vendo o que se passa hoje na Africa do Sul – onde este fim de semana voltaram a haver confrontos – talvez seja uma utopia. Nelson Mandela é o meu herói vivo, é nas suas memórias que me refugio, onde vou buscar forças cada vez que me sinto a desacreditar no mundo e nos homens.

Não era, de certeza, esta Africa do Sul que ele queria, a Africa do Sul que foi “escrita” na Carta da Liberdade.

Anúncios

3 Respostas to “GoodBye Bafana”

  1. Fernando Baião Says:

    Kwerekwere, gritam os negros sul-africanos pobres atrás dos negros não sul-africanos, tão pobres como eles. É um insulto, é assim que eles tratam os seus irmãos africanos negros. Saqueiam, matam e expulsam das suas casas os imigrantes negros do Zimbabwe, Moçambique e de países mais a norte do continente. Dizem que são eles os culpados da sua vida miserável!!!Será? Ou foram as promessas dos seus dirigentes que os negros iriam enriquecer tanto como os brancos do apartheid e nada disso se verificou, a não ser para uma pequena elite do poder. Porquê só atacam negros? Existe uma imensa colónia de chineses bem na vida que circulam em bons carros e ninguém se atira a eles!!! O problema tem raizes mais profundas. Infelizmente, Mandela está doente e fraco, senão seria uma voz a ser ouvida para apaziguar os ânimos, só uma semana depois é que se ouviram os dirigentes máximos do poder a falar ao povo.

  2. migas Says:

    Este filme estava para estrear cá, nem sei se já está disponível. Quando vi o cartaz tive logo a certeza que seria um filme a ver. Primeiro porque, mesmo antes de trabalhar cá, eu gostava já de ver filmes ligados a África e depois porque me fez recordar das conversas ao almoço que tinha com alguns amigos Moçambicanos nos tempos de faculdade e eles eram bem mais informados do que eu sobre as questões de África. Na altura, eu ouvia só. :o)

  3. kianda Says:

    Vê quando poderes, eu recomendo e agora que já “cheiraste” África verás tudo com outros olhos… olhos mais bonitos de certeza 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: