Encerramento da Campanha

Termina hoje – no dia em que o portal Portugal Digital avança que o MPLA poderá ganhar com maioria de 2/3 – o período de campanha eleitoral, os dois maiores partidos, MPLA (Bairro do KiKolo) e UNITA (Bairro Hoji ya Henda) fazem os seus dois comícios de encerramento em Luanda.
Amanhã é dia de reflexão para os Angolanos. E sexta é dia de ir a votos.

Como hoje é tolerância de ponto (Porquê ??????) e sexta também, está visto que ninguém trabalha amanhã.  Esperemos que a cerveja que baixou de preço não faça muitos estragos. E vamos a votos, em consciência.

Anúncios

14 Respostas to “Encerramento da Campanha”

  1. maria Says:

    Kianda, tudo o q seja alcóol o povo chupa, independentemente do dia que seja. Li, numa entrevista de jornal,um candongueiro a dizer que todos os dias, às 5 da manhã, já está a beber bagaço, segundo ele : – pra dar força para o dia arduo de trabalho. 😉

  2. migas Says:

    Mas isso Maria, quer-me parecer que é herança portuga. Quantos não são os trabalhadores da construção que começam a manhã com um bagacito. Hein? Agora talvez menos, que já há empresas a fazer o teste! Certos, estão o coreanos. Sabem como começam o dia árduo de trabalho? Uma bela ginástica com música e tudo finalizada por massagem! Ah pois!

    Ora bem, quanto à tolerância de ponto, digamos que andam por aí muitos angolanos empenhadíssimos na campanha e, como hoje é o encerramento… E eu confesso kianda, desde que venham trabalhar na segunda-feira, acho que já nem é tão mau. Convenhamos que esta semana já ninguém conta com muitas presenças… Pior é eu ouvir: ah, só começamos depois do dia 10. Eh pá, essa incerteza é que me chateia.

    Ah, e também espero que a cerveja não faça muitos estragos…

    Beijinhos

  3. maria Says:

    Migas, ginástica comigo não 🙂 Mas uma massagenzinha com musica marcha. 😀

  4. maria Says:

    “” Quantos não são os trabalhadores da construção que começam a manhã com um bagacito. “” Pois é, fizeste-me “alembrar”. Heranças!;)
    O MPLA é o 10º na lista das legislativas, dai a “piada” do 10.;) Até dizem que o EME veste a camisola 10. 😉

  5. Fernando Baião Says:

    Oi, pessoal, como dizemos agora a imitar os nossos irmãos brazukas, vamos ter que esperar o dia da votação, aguardar calmamente os resultados e que tudo corra pelo melhor. Se o MPLA ganhar a maioria, claro que vai haver festa e a nossa Migas terá mesmo que esperar pelo dia dez para ter angolanos no trabalho. São dezasseis anos sem votar, têm que concordar comigo que é muito ano de espera, portanto umas kizombas, massembas e sembas não vão faltar. Esperemos é que a kazucuta acabe depressa e as “cucas” e “nocais” não excitem as mentes e todo o processo descambe. Vamos fazer todos força, para que tudo corra pelo melhor, se preciso for, ir pedir à nossa Senhora da Muxima que olha pelo povo desta nossa linda Angola.

  6. Bibbas Says:

    O processo nao pode descambar Fernando Baiao…isso seria uma tragedia para nos. Sim concordo, vamos todos rezar, orar, pedir, para que tudo corra bem. Os “mangoles” merecem.

  7. kianda Says:

    claro que vai correr bem … e o processo vai amadurecer e daqui a 4 anos será melhor, mais democrático de certeza. E o futuro Presidente perceberá que é presidente de todos os angolanos e que não deve fazer campanha para o seu partido nas legislativas.

  8. Taia Says:

    Vou votar pela primeira vez na vida, estou feliz por isso mas confesso q estou muito nervosa com todo este processo, neste momento precisava de acreditar numa forca maior, em algo mais imponente e não somente em min e nas minhas forças. Luto por uma Angola justa, espero um dia ainda ver uma Angola com opurtunidades para todos, em q todas as crianças tenham acesso ao ensino, em q todos os hospitais consigam responder as doenças do nosso povo. Torço todos os dias para que os animos calorosos no nosso povo se acalme neste periodo eleitoral, e para q haja uma magia q anule o efeito da cerveja, cucas, nocais e afins neste periodo……………………Será q há um mago capaz disso??? avisem-me se souberem.

  9. kianda Says:

    Não há Taia, é mesmo uma consciência cívica … e quando se baixa o preço da cerveja numa altura destas acho que nem com varinhas de condão se vai lá!!!
    Pois … eu nunca votei e realmente acho que não posso morrer sem o fazer, este ano queria ir estes 2 dias para votar mas “através” da falta de lugares e do preço dos bilhetes “desconsegui” – ainda lancei pro ar a ideia de alguém me oferecer o bilhete mas … 🙂 .
    Estamos no jantar do cunhado amanhã, liga pra dizer qual a sensação e depois passa por aqui, pelo Silêncio, para contares do teu ponto de vista, como correu o dia.
    Educação e saúde devia ser a base ( por isso é que , com muitos defeitos, não consigo não gostar do El Comandante – Fidel)…

  10. Says:

    Não faz mal Kianda, para o próximo ano terás as presidenciais.
    Todos os angolanos conscientes almejam por uma governação justa e equilibrada, ninguém pede mais do que consciência social.

  11. Fernando Baião Says:

    Minhas meninas, (porque vejo que os comentários são todos das minhas kiandas).
    Hoje é dia de reflexão para todo o Povo angolano, pois, um momento importante nas nossas vidas e dos nossos filhos será realizado amanhã, pela segunda vez no nosso país. Nem tudo são rosas, temos ainda uma população que vive muito mal, percentagem de analfabetismo muito elevada, apesar do grande optimismo com o crescimento económico baseado na produção do petróleo e seu preço no mercado internacional. E o resto, quando começa a distribuição da renda nacional para benefício de toda a população? A distribuição da riqueza nacional não pode ser só para meia dúzia de angolanos. Por outro lado, como já ouvi referências, ” a democratização de um país não se encerra no acto eleitoral”. Todos esperamos que o acto corra com civismo, o povo angolano está cansado de guerras e guerrinhas. Tem se feito alguma coisa, mas tal só acontece, em períodos de festa ou acontecimentos como este. Tem se dito muita coisa que já ouvimos anteriormente, tal como acabar com a corrupção, sanear aqueles que “põem os interesses pessoais acima dos interesses gerais”, palavras do Presidente que nos últimos tempos tem priviligeado os seus familiares. Enfim, ganhe quem ganhar é preciso confronto de ideias, discutir os problemas fundamentais da Nação de forma aberta, sem constrangimentos sejam de que ordem for, que não se venha a ser governado pelos filhos dos poder, oportunidades para todos é o que se deseja. Viva Angola, país que tem tudo para ser grande.

  12. Bibbas Says:

    Eu vivi as primeiras eleicoes intensamente. Pedi um licenca no meu tabalho e durante 6 meses meses e fui trabalhar pa uma ONG de sistemas eleitorais. Andei por recantos a fazer educacao civica eleitoral e assisti como muito orgulho o comportamento civico dos angolanos no dia da votacao. Lembro-me do meu pai, na escola Alda Lara, euforico de tanta felicidade, a sair da mesa do voto com o dedo na mao, (azul por causa da tinta) todo orgulhoso por ter votado a primeira vez na vida. Nao estar ai, nao poder viver isso outra vez, e sobretudo nao poder partilhar este momento quase singular com a minha gente, custa imenso. Mas kianda comprei um “alento” liquido e borbulhoso para nos hehehehehe , e amanha nao vamos so comemorar mais uns anitos do vizinho, mas tb o grande dia para todos os mangoles. Em Novembro quando o Obama ganhar tb teremos festa na Bafu…

  13. kianda Says:

    Yes We Can !!! 🙂 – Adoro este slogan porque dá para nós mangoles nesta hora …

  14. Says:

    Concordo 100% contigo FBaião.
    Ao ler os extractos do discurso do Presidente da República, questionei-me sobre a quem ele se referia? Afinal quem são “estes elementos que estão a falhar e a prejudicar as políticas do Governo”? Será a tal Elite que tanto se fala e que tem que existir? Quem tem que mudar? “mudar a mentalidade das pessoas que põem os interesses pessoais acima dos interesses gerais” então mas estas mentalidades não trabalham em prol da evolução do País? e a promessa do “combate à fome e à pobreza”, afinal sempre existe fome e pobreza em Angola. Ok, constatou-se um facto, finalmente, agora vamos ver como vão ser tratadas estas questões. Vamos ver se, pelos menos, todos os angolanos que dão todos os meses 3% do seu salário começam a beneficiar de condições sociais dignas essa deveria ser a 1ª prioridade, há outras, mas esta é gritante, para não falar dos descontos de IRT que são literalmente oferecidos ao Estado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: