Ateus e o Natal

Por sugestão de uma amiga resolvi abordar o tema “Porque os ateus desejam Feliz Natal e recebem presentes de Natal?”, deixo a pergunta no ar mas aproveito para dar a minha opinião (afinal o blog é meu 😉 ).

Não tenho religião, não tenho crenças, acredito em mim e no pensamento positivo. E festejo o Natal.

Festejo o Natal porque desde que me conheço por gente o dia 25/Dezembro era o “Dia da Família”, foi assim que passou a ser considerado em Angola depois da independência. Festejo a festa da família.

Depois do meu filho ter nascido passei a fazer novamente a árvore de natal recheada de prendas, porque ele adora isso. Porque a alegria dele , o sorriso , a ansiedade, vale tudo.

Sei que o significado é o nascimento de Jesus, mas não é isso que comemoro. Não tenho anjinhos nas minhas decorações de natal ou outro qualquer símbolo religioso, tenho bolas, estrelas, flocos de neve e “pais natais”. Também não tenho presépio. 

Para mim,  o natal vale a alegria das crianças, vale as visitas às capelinhas com trocas de presentes, vale a tentativa de juntar a família que durante o ano não se vê muito. É a festa da família, grande ou pequena.

7 Respostas to “Ateus e o Natal”

  1. marta Says:

    Como cristã, vejo o teu “espírito” natalício com muito mais “fundamento” e coerência dos que alguns ditos “crentes”…foi assim que nós fomos criadas, num sistema comunista, portanto, ateu, logo não havia Natal no verdadeiro sentido da palavra, sempre houve o “Dia da Família”…celebrar a família é igualmente nobre!!!
    Assim, a todos, todos mesmo um Feliz Natal =)… em várias línguas:
    Albanês – Gezur Krislinjden
    Alemão – Frohe Weihnachten
    Armênio – Shenoraavor Nor Dari yev Pari Gaghand
    Bretão – Nedeleg laouen
    Catalão – Bon Nadal
    Coreano – Chuk Sung Tan
    Croato – Čestit Božić
    Espanhol – Feliz Navidad
    Esperanto – Gajan Kristnaskon
    Finlandês – Hyvää joulua
    Francês – Joyeux Noël
    Grego – Kala Christougena
    Magyar – Kellemes Karácsonyt
    Inglês – Merry Christmas
    Italiano – Buon Natale
    Japonês – メリー・クリスマス
    Mandarim – Kung His Hsin Nien
    Neerlandês – Vrolijk Kerstfeest
    Norueguês – God Jul
    Occitan – Buon Nadal
    Polaco – Wesołych Świąt Bożego Narodzenia
    Português – Feliz Natal
    Romeno – Crăciun fericit
    Russo – С Праздником Рождества Христова S prazdnikom Rozhdestva Khristova
    Tcheco – Klidné prožití Vánoc
    Sueco – God Jul
    Ucraniano – Srozhdestvom Kristovym

    Beijos

  2. kianda Says:

    Epáááá … isto é o verdadeiro serviço público 😉 … Thanks marta e Kala Christougena pra ti tb 😉

  3. Fernando Baião Says:

    Não acredito em nada que seja extra terreno, pois o que vejo neste mundo, me leva a pensar, que se alguém existe lá em cima, está a fazer um muito mau trabalho. A esta época, nunca dei muita importância mas estou de acordo com a Kianda, as crianças, as minhas, que não foram baptisadas, nunca foram à catequese e se entraram numa igreja foi como turistas, gostam do dia da família por causa das prendas. Não gostam de bacalhau cozido com batatas, nem muito de peru, mas, comem, só nesse dia, receber as prendas “fala mais alto”
    Chuk Sung Tan (bom Natal ou bom Dia da Família em coreano)

  4. Bibbas Says:

    No tempo do socialismo o natal em Angola era o Dia da Familia, celebrado com pouca comida, quase sem presentes, e sem fantasia…. Não se falava em religião, em Santos, Deus, ou Jesus. Me parece que havia nesses natais alguma frustração das mais velhotas…Frustação principalmnete porque as avos queriam ir a igreja a missa mas não podiam, pois os filhos eram militantes do partido e pautavam pela militância marxista. Por outro lado havia tb a frustação de não poder dar presentes, de não poder ver aquele sorriso da criança ao receber o carro ou boneca. Os mais criativos escreviam poemas aos familiares mostrando que natal era um momento de amor, com ou sem presentes. Confesso que tive dificuldade a habituar-me a ideia, mas como foi tudo cortado, a catequese, a imagem de Deus, as orações, aos poucos viramos ateus pela ausência de religião, do baptizado, de ensinamentos. O natal era um acontecimento social, e depois de jantarmos íamos a casa de amigos…sempre a olhar para o relogio pois o recolher obrigatório não se padecia com dias da família. Hoje para mim natal é um dia da família, é um dia de receber e sobretudo de dar. Todos os anos em Angola dou um presente grande a quem precisa, tentando passar valores maiores aos meus filhotes…uma vez levei a minha filhota ao hospital ali no Miramar…e ela foi de cama em cama dentro da enfermaria levar presentes aos meninos internados. Tento em Dezembros fazer uma grande boa acção pois é nesta quadra que quando vejo a minha arvore cheia de prendas, a minha geleira cheia de comida, que lembro ainda mais que eu e a minha família somos privilegiados…Este Dezembro o meu pensamento e boa acção vai para o José…quem me conhece sabe quem é este Herói incógnito como muitos em Angola, que nesta quadra festiva esta lutar pela vida. Feliz Natal blogistas, feliz 2009 cheio de debates e tolerância.

  5. Mahnu Says:

    Enciclopédia Católica (edição de 1911): “A festa do Natal não estava incluída entre as primeiras festividades da Igreja… os primeiros indícios dela são provenientes do Egito… os costumes pagãos relacionados com o princípio do ano se concentravam na festa do Natal”.

    Orígenes, um dos chamados pais da Igreja (ver mesma enciclopédia acima): “… não vemos nas Escrituras ninguém que haja celebrado uma festa ou celebrado um grande banquete no dia do seu natalício. Somente os pecadores (como Faraó e Herodes) celebraram com grande regozijo o dia em que nasceram neste mundo”.

    Autoridades históricas demonstram que, durante os primeiros 3 séculos da nossa era, os cristãos não celebraram o Natal. Esta festa só começou a ser introduzida após o início da formação daquele sistema que hoje é conhecido como Igreja Romana (isto é, no século 4o). Somente no século 5o foi oficialmente ordenado que o Natal fosse observado para sempre, como festa cristã, no mesmo dia da secular festividade romana em honra ao nascimento do deus Sol, já que não se conhecia a data exata do nascimento de Cristo.
    A adoção do dia 25 de Dezembro para a celebração do Natal é talvez o mais explícito exemplo da influência da adoração do Sol no calendário litúrgico cristão. É fato conhecido que a festa pagã do dies natalis Solis Invicti – o aniversário do Sol Invencível, era comemorado naquela data. Mas por acaso fontes cristãs admitem abertamente o empréstimo desta data, uma festividade pagã? Geralmente não. Admitir semelhante empréstimo de uma festividade pagã, mesmo depois de uma reinterpretação do seu significado, seria o mesmo que trair a fé. Mas isto os “Pais” da igreja estavam ansiosos por evitar.
    Uma exceção é o comentário de um desconhecido escritor sírio que escreveu na margem do Exposítio em Evangélia de Bar-salibaeus: “Era um ritual solene entre os pagãos celebrar o festival do nascer do sol neste dia, 25 de Dezembro. E para acrescentar algo mais à solenidade deste dia, estavam acostumados a acender velas para o ritual que eles estavam acostumados a convidar e mesmo admitirem Cristãos. Então quando os Professores perceberam que os cristãos estavam inclinados para este costume, eles formaram um concílio e estabeleceram neste dia o festival do verdadeiro Nascimento.” 15

    Mas eu concordo com você, a festa de Natal é antes de tudo uma festa da família.

    Abraços,

    Mahnu.

  6. Ivani Says:

    Sou ateista. Não generalize! Essa historia q os ateus desejam e festeham o Natal…é mentira!Os verdadeiros ATEUS não festejam nem desejam feliz natal. Eu e meus amigos não desehamos “feliz natal” não conseguimos soltar essa frase é impossivel!Bjs!

  7. Gilberto Says:

    Ivani, não radicalize. Sou Ateu, e ser ateu é um ato científico. É acreditar na evolução das espécies e entender que somos apenas cérebro/corpo. Não faz mal festejar um pouco. Só não me iludo mais com crenças e dogmas seculares. Feliz Ciência!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: