Bento XVI em Angola

Em dia de chegada do papa a Angola, lembro-me da história que acompanhei incrédula há quase um mês atrás.

Uma menina de apenas 9 anos,  na idade em que devia estar a brincar com bonecas, descobriu que estava grávida de gémeos e que a sua vida estava em risco. Ela era violada pelo padrasto desde os 6 anos. O aborto foi feito no passado dia 4 de Março, no Recife, e o padrasto foi preso por suspeita de violação.

Até aqui a história já arrepia, pelo menos as almas mais sensíveis, presumo eu, mas o arcebispo de Recife e Olinda, dom José Cardoso Sobrinho, decidiu excomungar a mãe da menina e os médicos responsáveis pelo procedimento e o chefe do departamento do Conselho Pontifício para a Família, do Vaticano, Gianfranco Grieco, afirmou que a decisão da Arquidiocese de Olinda e Recife de excomungar os responsáveis pelo aborto da menina, foi correcta.

Depois li também que o padrasto, que foi preso, confessou que abusava sexualmente dela e da irmã mais velha, de 14 anos, que tem problemas mentais desde que foi viver com elas. Mas este, ninguém excomungou.

Não julgo a religião de ninguém, não quero aqui julgar a fé das pessoas, contei simplesmente uma história que me deixou o estômago às voltas. E depois aparecem algumas vozes que me lembram o porquê de eu não acreditar em deuses e cada vez mais nas pessoas.

O Presidente do Brasil, Lula da Silva defendeu os médicos: “Não é possível permitir que uma menina estuprada pelo padrasto tenha esse filho. Até porque a menina que corria risco de morte. Nesse aspecto, a medicina está mais correta que a igreja”

4 Respostas to “Bento XVI em Angola”

  1. marta Says:

    Já alguém disse: “as atrocidades que são cometidas em nome da religião”…ou qualquer coisa nesse sentido…
    O “problema” é o sentido e o real siginificado da palavra religião…que não é seguramente “grupo do/s mais santo/s de todo/s”…o “problema” é também a pessoa ser “rotulada” como “religiosa” e daí partir-se do principio que tudo o que o dito diga/faça é um “recado” de Deus (deveria ser sim mas, infelizmente, em muitos casos não o é!)…coitado de Deus que tem que “assumir” todas essas barbaridades…antes de tudo e de mais nada, somos humanos (todos, crentes ou não crentes) e o “sumo” é fruto daquilo que se é, pena que terem que usar “batinas e crucifixos e afins” para fazer valer as mais profundas “demências” (ou seja, lobos em pele de cordeiro…sim, alguns ditos “religiosos” são isso mesmo…)…
    Acredito que perante Deus somos todos iguais…o pastor, o papa, o padre, o ancião…não são nem melhor e nem pior do que qualquer um de nós…os actos, o testemunho, esses sim dizem se é um homem ou mulher de Deus (mesmo com falhas de carácter, com defeitos…sim, humanos)…pessoas que tentam, lutam para serem melhores…com quedas sim, com desvios também…mas com Amor, sempre…e tudo o que fôr fora disso – do Amor – não vem de Deus…
    E, sim, Kiandinha, é nobre crer nas pessoas! A “instituição religião” tem feito, ao longo dos tempos, muita coisa que acredito deixar Deus envergonhado…
    Não estou a “falar contra” nenhuma religião especifica e nem contra todas em geral…há casos…e têm sempre a ver com “pessoas”, essas que em nome de Deus e/ou “representando Deus”, têm um testemunho duvidoso (quando o “cargo” os “obriga” a fazerem a diferença…)…
    …haveria muito mais… LOL
    Beijos grandes e bom findi

  2. smile Says:

    Este comentário da marta dava um post…🙂
    As pessoas têm liberdade para pensarem o que quiserem mas, não devemos generalizar perante casos isolados. E, subscrevo as palavras da marta “Acredito que perante Deus somos todos iguais” e “…mas com Amor, sempre…e tudo o que fôr fora disso – do Amor – não vem de Deus…”.
    Quanto ao fundamento do post “Bento XVI em Angola”, não tenho seguido as noticias mas, é importante que o papa, que não é Deus mas, dá orientações a quem proclama a Palavra de Deus na Terra, se dirija a todos os povos de igual forma e, nesta visita de forma especial aos Angolanos. Espero que seja uma visita que leve boas mensagens, mensagens de Amor e de Paz, para esse país que, quiçá um dia, irei conhecer! Um bem haja a TODOS os Angolanos!!!🙂
    ps: Boa viagem! Ks😉

  3. Nathalie Bernardo da Câmara Says:

    Marta, acho q quem disse algo parecido com a frase q vc citou no início do seu comentário foi o dominicano Giordano Bruno, padre italiano ex-comungado pela Igreja Católica por heresia e queimado vivo na fogueira da Inquisição.
    Algo q tem algo a respeito no meu blog: A BAGAGEM DO NAVEGANTE, em homenagem ao escritor português José Saramago, que escrveu um livro intitulado A Bagagem do viajante.
    Sou jornalista, escrevo de Natal, no Brasil, e tenho verdadeira ojeriza por Bento XVI, que, aliás, antes de ser papa, foi o responsável pela moderna Inquisição durante mais de vinte anos.
    Sim, ele foi e, por suas posturas, continua pensando como inquisidor.

    Nathalie.

  4. Bibbas Says:

    Só desejo que o Papa pudesse usar sua influência para coisas melhores do que dizer os africanos como reduzir a transmissão do VIH, e não usarem preservativo…declaraçõess totalmente irresponsáveis para alguem que acha que vida é uma benção!!.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: