“Agora Luanda”

Foi a aNa que me enviou o convite a quem agradeço. O livro eu já tenho há um tempito.  Hoje não posso ir, mas um dia destes passo por lá, venham também.

©Kiluanje Liberdade

©Kiluanje Liberdade

A Plataforma Revólver tem o prazer de anunciar a inauguração da exposição Agora Luanda de Kiluanje Liberdade e Inês Gonçalves que terá lugar no dia 21 de Maio de 2009, às 22 horas. A exposição estará patente ao público até dia 20 de Junho de 2009.

Curadoria: Paulo Reis

Local: Plataforma Revólver
Rua da Boavista 84, 3º
1200, Lisboa
tel. +351 213 433 259
e-mail: plataformarevolver@gmail.com

Sobre os artistas:

Kiluanje Liberdade luso-angolano, 30 anos, carrega um daqueles nomes capazes de só por si imporem destinos: um nome, aliás, característico da euforia nacionalista que se vivia à data da independência de Angola, quando todos os sonhos eram ainda possíveis, e, mais do que possíveis, legítimos e necessários.

Radicado em Lisboa desde criança licenciou-se em Ciências da Comunicação e da Cultura, vertente de Gestão Cultural, na Universidade Lusófona, e é actualmente mestrando de Estudos Africanos, no ISCTE.

Em 1996 realizou o documentário “O Rap é uma Arma”, que recebeu o Prémio para a Melhor Primeira Obra no Festival Internacional de Cinema Documental da Malaposta-Amascultura. Exibido várias vezes na RTP.

Kiluanje trabalhou ainda com Inês Gonçalves e Vasco Pimentel, em 1999, no documentário “Outros Bairros”. Era já a vontade de iluminar e de dar voz, ou melhor, de dar a conhecer a luz e a voz, de grupos sociais colocados na “margem da zona limite”, para utilizar uma bela expressão com que o pintor António Ole baptizou uma das suas mostras individuais.

Já em 2005, Kiluanje Liberdade realizou, juntamente com o escritor Ondjaki um documentário sobre Luanda com o título “Oxalá Cresçam Pitangas”.

Inês Gonçalves nasceu em Málaga. Entre 1984 e 1986 frequentou o Photographic Training Centre, em Londres; trabalhou como fotógrafa para o semanário “O Independente”. Foi Editora de Fotografia da revista “Kapa”. Expôs em 1992 no Circulo de Bellas Artes de Madrid; em 1994 no Festival Internacional de Fotografia de Moda de Paris; em 1996 nos Encontros de Fotografia de Coimbra, entre outros.

Publicou:

“Fotografias de Moda”, texto de Teresa Coelho e Rui Henriques Coimbra, por ocasião da exposição no Edifício Olaio, 1994.
“Obras do Metro”, Metropolitano de Lisboa, 1996.
“Cabo Verde”, texto de João Miguel Fernandes Jorge, edição dos Encontros de Fotografia de Coimbra, 1999.
“Coimbra”, texto de Pedro Paixão, Editora Quarteto, 2000.
“Goa: História de um Encontro”, texto de Catarina Portas, Almedina, 2001.
“Manto de Ceres”, com Albano da Silva Pereira, edição do Centro Cultural Raiano de Idanha-a-Nova, 1997.
“Imagens Médicas, Fragmentos de uma História”, concepção e coordenação de Manuel Valente Alves, textos de vários autores, Porto Editora 2001.
“Topografias da Vinha e do Vinho”, Coordenação de José Maçãs de Carvalho, Assírio & Alvim, 2003.
“Tráfego, Antologia Crítica da Nova Visualidade Portuguesa”, Coordenação de Alexandre Melo, Porto 2001.

Em 2000 realizou com Kiluanje Liberdade e Vasco Pimentel o documentário “Outros Bairros”.

Em 2006 realizou com Vasco Pimentel o documentário “Pátria Incerta”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: