Palma de Ouro: Curta-Metragem

“Arena”, curta-metragem de João Salaviza (25 anos),  conquistou aquilo que nunca um filme português conseguiu: uma Palma de Ouro. É a maior distinção de sempre do cinema português nesta categoria. Produzido pela Filmes do Tejo e rodado no Bairro da Flamenga, na zona de Chelas, o filme, de 17 minutos, centra-se na história de um rapaz dos subúrbios (Carloto Cotta) que está em prisão domiciliária.

  “queria mostrar que a realidade, sobretudo naquele bairro, é sempre anterior à presença da câmara e trabalhar a ideia de que a liberdade é uma coisa efémera. Por isso, criei um protagonista que está em permanente confronto. O verdadeiro antagonista da personagem não é o bairro, nem os miúdos que o assaltam: é o tempo.” – disse João Salaviza, em entrevista ao Expresso.

[fonte : Expresso]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: