Ainda o colchão

Recebi isto por email e com a devida autorização, vou postar. Porquê?! Porque gostei muito do que li. Quem me conhece bem sabe que não gosto que me “analisem”, e mais ainda, não gosto que acertem😉 … porque quando acertam, fazem-me pensar!!! E este não é o primeiro email (ou sms) que recebo da mesma pessoa e que me “obriga” a pensar. Vai ficar aqui gravado para não se perder, e me obrigar, de quando em vez, a pensar🙂. Entretanto, ela justifica que não é análise, é afecto. Beijú

Primeiro porque gosto muito quando escreves assim dessa forma tão pessoal. Porque o fazes de uma forma muito bem feita e porque se percebe muito bem a riqueza e o potencial que tens dentro de ti – só mesmo à esperinha de sair todo cá para fora, embora até ache que já se iniciou o processo com essa coisa do colchão.
Depois, porque como já desvendei na última frase, ele revela que algo se abriu.
O interessante da coisa, nem é acreditar ou não se o dito cujo levou a energia que estava presa.
O interessante foi tu agires nessa conformidade. Energias à parte (e eu até acredito nisso), esse gesto representa uma viragem. Representa uma atitude. Que é simbolizada no colchão, mas tenho a certeza que, dentro de ti, revelará muito mais. Revela, mesmo, que a partir de agora vais deixar de só pensar, para também SER. E agir. O que atendendo ao que se vai lendo das tuas palavras, só virá reforçar a consonância com aquilo que és, verdadeiramente. Mas que, de forma teimosa e defendida, tens escondido de todos, inclusive de ti.

Como tão bem canta a Simone:

Que venha essa nova mulher de dentro de mim,
Com olhos felinos felizes e mãos de cetim
E venha sem medo das sombras, que rondam o meu coração,
E ponha nos sonhos dos homens
A sede voraz, da paixão
Que venha de dentro de mim, ou de onde vier,
Com toda malícia e segredos que eu não souber
Que tenha o cio das onças e lute com todas as forças,
Conquiste o direito de ser uma nova mulher
Livre, livre, livre para o amor….quero ser assim, quero ser assim
Senhora das minhas vontades
E dona de mim livre, livre, livre para o amor, quero ser assim,
Quero ser assim, senhora das
Minha vontades e dona de mim….
Que venha de dentro de mim, ou de onde vier,
Com toda malícia e segredos que eu não souber
Que tenha o cio das corças e lute com todas as forças,
Conquiste o direito de ser uma nova mulher
Livre, livre, livre para o amor quero ser assim, quero ser assim,
Senhora das minhas vontades
E dona de mim livre, livre, livre para o amor, quero ser assim,
Quero ser assim, senhora das
Minhas vontades e dona de mim….
Que venha essa nova mulher de dentro de mim
Que venha de dentro de mim ou de onde vier
Que venha essa nova mulher de dentro de mim

2 Respostas to “Ainda o colchão”

  1. aNa Says:

    o acto seguinte a pensar, será agir, não?😉
    (e ela a dar-lhe…!😀 )

  2. kianda Says:

    Sempre a dar-lhe🙂 … deixa-me fazer 40 minus 1 pra ficar mais madura!!!AHAHAHAHAHAHAHHAAHAH

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: