Homenagem na casa de Luanda

Esta não é minha, nem sei se algum dia serei capaz de fazer alguma. Ou talvez já tenha feito ou faça todos os dias…

Esta é de um amigo, um amigo que apareceu aqui no silêncio comentando e levou logo com umas respostas fortes, era um pouco “estrangeiro não tem que falar da nossa terra”, e com calma fui abrindo os olhos ao FBaiao, mostrando o ser inteligente, culto, e com jeito para as palavras que era o estrangeiro e que sim, sim, podia falar da nossa terra porque o fazia com respeito e verdade.
O debate ganhou vida, cresceu, e eu, o silêncio e atá a casa de Luanda, fomos todos ultrapassados pela amizade que cresceu entre o F. e o FBaiao.

Nessa altura, em que isto tudo começou, eu já sabia da doença, a nossa luta já tinha começado e sempre pensei que se um dia a perdessemos ficariam para sempre os bons debates – mais ou menos calorosos – em jeito de comentário postados aqui no silêncio, as palavras que tornam os seres imortais. E quando a saudade aperta, podemos sempre voltar no tempo e sorrir !!!

Esta não é a minha homenagem, esta é a homenagem do meu amigo F. ao meu pai, FBaião, na nossa Casa de Luanda.

Obrigada F, P, CHR, Menina de Angola, X, Migas, e tantos outros visitantes da casa, pelo carinho e amizade ao meu pai.
Kianda

5 Respostas to “Homenagem na casa de Luanda”

  1. migas Says:

    Estou sem palavras, Kianda. O carinho esteve sempre em todos os meus textos que ele comentou. Apesar de defender Angola e os Angolanos com toda a sua força nunca senti, da parte dele, desprezo pelos emigrantes ou expatriados como lhe queiram chamar, que aqui estão, tal como eu. E isso fazia toda a diferença, mesmo nos textos que escrevia em jeito mais “revoltado”, sobre o estado do país. E como bem dizes, as palavras ficam. E vou com certeza relê-las com um aperto no coração. Lembro-me de um em particular (penso que num post sobre uma das minhas viagens por Angola), lá no migas, o FBaiao referiu que quando eu engravidasse, para beber da água do Bengo. Acho que todos aprendemos muito sobre Angola com o FBaião. E porque sei que todas as palavras serão sempre poucas neste momento, deixo-te um grande abraço.

  2. marta Says:

    …realmente o que fica como marca da passagem por esta vida é o testemunho, a atitude, a forma de estar, o que se defende e o que se rejeita…o Kota deixou-o bem claro, soube fazê-lo de forma marcante, positiva! Um grande bem hajas FBaiao!🙂 Eterna saudade…descansa em paz!

  3. Cafefas Says:

    Já o disse algures e repito: Perdemos um amigo e quando se perde um amigo um vazio imenso enche a nossa alma. Nunca achei bem enaltecer as qualidades das pessoas quando elas se vão mas acho que os bons amigos são aqueles que nem sempre concordam connosco e nos dizem, quando é preciso, aquilo que nao gostamos de ouvir. Por isso perdemos um bom amigo…. Bom descanso meu Kota.

  4. Kissonde Says:

    FBaião, nunca o tratei assim. Para mim foi sempre o Fernando ou o Baião. Não interessa. Todos sabem quem foi. Foi um previlégio conhecê-lo, em distintas geografias e situações. Umas melhores que outras. Mas todas inesquecíveis.

    Quem com ele conviveu, nunca se esquecerá desses momentos, todos eles agradáveis, com grande calor humano, com grande apreço pelas boas coisas da vida, sobretudo com muita alegria. Alguém disse que ele é “irrepetível”, sem dúvida.

    Fica a sua lembrança, o seu exemplo.

    Enquanto eu cá andar, a lembrança (boa lembrança) do Fernando estará sempre presente. Quando terminar a minha “estadia terrena”, se houver alguma coisa para além dela, o Baião é dos poucos que quero voltar a encontrar.

    Baião, até sempre ou até …

  5. Cid Says:

    Não sei de quantos amigos o meu Mano se despediu,mas eu tive esse previlégio,pois ele veio ter comigo no dia em que já cansado partiu,magoado com os últimos acontecimentos,mas eu explico porque ele veio ter comigo!Acordei com um pesadelo de madrugada,alguem bateu á porta,fui abrir,um homem afastou-se com uma criança pela mão e de repente vejo um coração cheio de luz,despedaçar-se aos poucos…ele partiu mas está no meu coração,pois rezo por ele,pelo meu Mano Baião que tanto amo e passadas horas deram-me a noticia…partiu sim,mas continuará para sempre pois hei-de lembrá-lo eternamente,Parabens Danny,parabens Paulo,parabens Fernandinho e Marito meus sobrinhos queridos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: