Simplesmente Vivendo

Aprendi que existe dor e sofrimento e são diferentes, sofrimento é quando não aceitamos as coisas, não aceitamos que as pessoas se vão, que esse, inevitavelmente é o fim de todos nós. E seguimos sofrendo, sempre.

Dor é o lado bom – eu nem sabia que podia existir um lado bom – dor faz parte do processo, dor deve ser sentida em pleno, deve existir porque é normal porque tem que ser, e não se deve fugir dela, ela traz tristeza e essa tristeza não deve ser escondida, arriscava até dizer que ela deve ser curtida.

Se a dor for vivida e usada como deve ser, nós aceitamos, aceitamos que é o processo normal da vida – no contrário, vivemos em sofrimento –  e essa dor se transformará, com o tempo, muito tempo, em saudade, numa saudade das coisas boas, das alegrias, das aprendizagens, da vida, das pessoas.

Aprendi isto, aprendi isto na teoria, ainda não cheguei lá, ainda tenho uma dor misturada com sofrimento, e por vezes até uma negação – dizem que também faz parte do processo – mas acho que estou no bom caminho, pelo menos já sei como deverá ser.

E nestes altos e baixos, nesta aprendizagem, muitas vezes vou sorrindo, não um sorriso forçado, que já me disseram também, que não é esse que os amigos precisam, mas um sorriso honesto, de quem vai estando de bem com a vida, de quem vai festejando a vida e sabendo que ela é bonita, é bonita e é bonita.

Tenho momentos de muita calma, onde sinto as energias alinhadas, onde sinto que sei o caminho, onde tenho força para o seguir. Estou num desses momentos. Sei que não chegarei ao final deste ano com a balança equilibrada, nem me exigo isso, só quero metas possíveis, mas quero lá chegar, ao final de 2010 com o mais perto possível, desse equilíbrio, e estou a trabalhar para isso.

Achei que gostariam de saber…

3 Respostas to “Simplesmente Vivendo”

  1. cotamaria Says:

    Gostei de saber e de ler também.
    Oxalá possa continuar celebrando a vida.
    Porque como escreveu um dia Drummond de Andrade …”Se procurar bem você acaba encontrando.
    Não a explicação (duvidosa) da vida,
    Mas a poesia (inexplicável) da vida.”

  2. Bibbas Says:

    Eu gostei de saber, e acho que a balança vai se equilibrando…afinal nem todos precisamos de ter as mesmas medidas!

  3. Cafefas Says:

    Mais cedo ou mais tarde chega a altura em que temos de passar a ser adultos e responsáveis aprendendo a abdicar do que queremos para tomar a atitude certa. Passar a ter responsabilidade não é fácil e à medida que os anos passam isso torna-se pesado para muitas pessoas. Mesmo assim, devemos sempre tentar fazer o melhor possível, aquilo que é bom, não só para nós mas também para as pessoas de quem gostamos.

    A vida é dura mas continua e o caminho esta ali… à frente. Se é bom ou mau só depende das nossas escolhas. Coragem Kianda…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: